Últimas do VELO

André Ferlini

Associação Esportiva VELO CLUBE

HEROICO E VALENTE

anuncie no velo clube
  • Locastec aluguel de máquinas
  • salão modelo cabeleireiro rio claro
  • Advogado Rio Claro: Charles Carvalho
  • Anuncie no Velo Clube
  • Fernando Brindes: bolsas e brindes promocionais
  • Anuncie no Velo Clube
  • Hidráulica São Judas Tadeu
  • Azul Imports Rio Claro
A História dos Dérbis: Capítulo 4: O primeiro W.O.

A História dos Dérbis: Capítulo 4: O primeiro W.O.



11

12Já estávamos em 1934.
Na reunião realizada no Edifício da Sociedade Italiana, em 27 de junho de 1934, às 19 horas, haveria a definição da situação do Velo Clube.
Sua reorganização ou sua extinção, conforme publicações no Jornal “Diário do Rio Claro”.
Em 13 de julho, o mesmo jornal noticiava a reorganização do clube.
A primeira partida foi que se seguiu foi amistosa no campo do Commercial F.C., de Araras, em 5 de agosto daquele ano.
O Velo venceu por 4 a 3, com gols de Poleto 2, Moreno e Parrega.
Em setembro, iniciava-se o Campeonato de Futebol do Interior.
Disputa da Fase Regional, junto à Rio Claro F.C., Guarany F.C.(de nossa cidade), A.A. Internacional, São João F.C.(de Limeira) e Operário F.C. e Commercial F.C. (Araras).
A 8 ª Rodada, aconteceu no Estádio Municipal, em nossa cidade, no dia 11 de novembro de 1934, ás 16 horas:
Rio Claro F.C. e A.E. Velo Clube se enfrentaram.
No primeiro tempo 0 x 0.
No segundo, Parrega aos 3 minutos e João Polastri aos 7 minutos do segundo tempo
Arbitragem: João dos Santos(Commercial F.C.)
Representante: Franzini (de Araras)
Rio Claro F.C.: Piccini, Dulcindo e Chiquito, Carritel, Orestes e Bem, Guatemy, Carlos, Alcides(Iamond), Luizito e Ruy.
A.E. Velo Clube: Rossini, Gibião e Moreno, Gandolphinho, Ary e Pinheiro, Dulce, Américo, João Polastri, Nadyr e Parrega.
Na preliminar: 2 º Quadro do Rio Claro F.C. 1 x 2 ºQuadro do Velo Clube 0
Gol: Cebinho.

Aos 8 minutos do segundo tempo, após ataque do Rio Claro F.C., Luizito corre, passa Gibião e…. o juiz apita, indo a bola, após às mãos de Rossini.
O juiz apita tiro livre contra o Velo Clube.
Falta que deveria ser cobrada de 40 jardas, mais ou menos, podendo ser feito barreira, portanto sem perigo algum.
Mas o capitão da equipe velista, alegando indecisão do juiz, que não soube dizer qual jogador que cometeu o toque, não deixou bater essa falta, desrespeitando dessa forma, o juiz e o representante, pois este também ordenou que fosse cobrada a falta, sem nada ter conseguido.
E os 32 minutos faltantes para o término do jogo, escoram-se em discussões, findando-se desta maneira vergonhosa, que muito depõe contra nosso esporte, o jogo Rio Claro e Velo, com grande prejuízo aos assistentes, que pagaram entrada inteira para assistir meio jogo

(Jornal Cidade de Rio Claro, edição 55, de 13 de novembro de 1934, terça-feira, página 4).

Uma cousa que está se tornando vergonhosa, são as costumeiras brigas entre os torcedores exaltados em nossos jogos de futebol.
É preciso que estes senhores tenham menos paixão e mais disciplina.
Quando “terminou” o prélio “inacabado” entre os chamados representantes da nossa “association”, os adeptos do Velo SOLTARAM NO CAMPO UM GALLO VERDE E VERMELHO”.
Enquanto os admiradores do time de Polastri aplaudiam, houve quem gritou:
“Olha o gallo está envergonhado”.
De facto, dizem que o gallo é disciplinado e não gostou di Velo não querer prosseguir o embate.

(Jornal “Cidade de Rio Claro”, edição 56, de 14 de novembro de 1934-quarta-feira, página 3).

Em reunião realizada em 21 de novembro, a Comissão de Justiça da Liga Regional Rio-clarense, determinou o prosseguimento da partida em data a ser definida pela mesma, com a mesma contagem da paralisação( 2 a 0 para o Velo).

Em 6 de janeiro de 1935, nova partida marcada, e a arbitragem designada:. Mamede de Souza, o árbitro e Estanislau Enfeldt o representante.
Mas o Rio Claro F.C. não apareceu para jogar.
Alegava que aguardava decisão da A.P.E.A., sobre seu recurso sobre a última partida contra o Velo.
O fato é de que houve W.O.
O Rio Claro F.C. não compareceu.

Pela ausência o Rio Claro F.C. foi multado em 400$000(quatrocentos mil reis), pela Liga Regional Rio Clarense, por ter em desrespeito aos Estatutos daquela entidade ter deixado de jogar com o nosso quadro, jogo do campeonato.
Conforme correspondência recebida ,mencionada na ata de 29 de março de 1935, o Rio Claro F.C. comprometeu-se a após o Campeonato da Cidade, a jogar com o Velo, jogo amistoso para cobertura da multa imposta.

Assim, em 1934, aconteceu o primeiro e único W.O, entre eles.
W.O. (Walk Over) Seus significados: Vitória Fácil em face da não existência de número de jogadores para a partida, desqualificação, não apresentação da equipe na hora e data estabelecida.

Na sequência: A História dos Dérbis: O Torneio Início que não teve fim…

Assessoria de Imprensa
106 Anos de Velo Clube

+ Notícias


  • André Ferlini

    #CONTRATADO Todo bom time tem que começar com um bom goleiro e eis que chega pra fechar o nosso gol […]



    • Danilo Pereira chega ao Benitão

      O mais novo contrato para defender as cores do Velo Clube na temporada 2018 , campeonato Paulista Série A3, é […]



Siga o Velo Clube nas redes sociais
Depósito 2F Materiais Para Construção Esmaltec Insumos Cerâmicos Gold Imagem Medicina Diagnóstica Locastec Aluguel de Máquinas Midway Labs Monely Calçados e Esportes Poty Romacer Pisos e Revestimentos
  • A. E. Velo Clube
  • A. E. Velo Clube
    Rua Três, 116 - Rio Claro/SP | Telefone:(19) 3524-7496
    E-mail: marketing@veloclube.com.br

© Copyright 2011~2019 A. E. Velo Clube. Todos os direitos reservados.