Últimas do VELO

André Ferlini

Associação Esportiva VELO CLUBE

HEROICO E VALENTE

anuncie no velo clube
  • Locastec aluguel de máquinas
  • salão modelo cabeleireiro rio claro
  • Advogado Rio Claro: Charles Carvalho
  • Anuncie no Velo Clube
  • Fernando Brindes: bolsas e brindes promocionais
  • Anuncie no Velo Clube
  • Hidráulica São Judas Tadeu
  • Azul Imports Rio Claro
Narrativa Um Caixão No Futebol

Narrativa Um Caixão No Futebol



A lenda é uma narrativa fantasiosa transmitida pela tradição oral através dos tempos.

Recebi através do saudoso Alvaro Sebastião Pinto Lopes, cópia de um artigo que teria sido publicado no jornal Folha da Tarde, em sua edição de 24 de abril de 1982, escrito por Lady B. Von Atzingen.

O título:

Um caixão no futebol.

 

Vamos a um resumo da matéria:

 

Um menino chamado Orestes Barbosa da Silva, que cansado da miséria em que vivia, resolveu acompanhar um circo mambembe, abandonando aquela vida.

Com o advento do cinema, os públicos do circo foram diminuindo e o Orestes resolveu abandoná-lo.

Voltou para nossa cidade, e vendo o Velo Clube em dificuldades procurou sua diretoria e propôs o seguinte:

O clube realizaria um jogo e, enquanto o mesmo estivesse se desenrolando, Orestes seria “enterrado vivo”.

Isso mesmo.

Cavariam um buraco próximo ao campo de futebol e o rapaz nele seria colocado, dentro de um caixão, que seria coberto de terra, e só sairia após o apito final.

Isto, segundo Orestes, atrairia uma multidão, que encheria os cofres vazios do Velo Clube.

No dia da partida, chegou o Delegado de Polícia e queria proibir o “espetáculo”.

Marchas e contra-marchas, fizeram o Orestes assinar um papel se responsabilizando pelo que viesse a acontecer, sendo que após a assinatura o “show” foi liberado.

Após o jogo, tarde da noite (devido à intervenção do delegado), removeu-se a terra e o Orestes saltou de dentro, sob uma salva de palmas.

E recebeu 40 % do total arrecadado.

Para mim era lenda.

Não havia data e demais pormenores.

 

Pesquisei sobre a matéria.

 

 

No jornal de nossa cidade, O Alpha, (já extinto), em sua página 1, na edição 6.149, de 14 de fevereiro de 1922, tem o título Enterrado Vivo.

O Orestes Barbosa virou Tupiniquim.

E relata as peripécias do agora chamado Pagé (Orestes Barbosa).

O professor de ocultismo e indígena Pagé Tupiniquim, que em uma partida entre Internacional F.C. x Club Corinthians, realizada na Fazenda do Major Vicente Franco, em Guará.

Ficou 75 minutos enterrado e o placar final foi Internacional 4 a 0, no Club Corinthians.

O relato foi retirado do jornal semanal d´O guará, conforme a matéria.

 

Não bastava.

O fato do Orestes fazer a apresentação, é tido como verdadeiro.

 

Faltava o jogo do Velo.

 

 

No dia 19 de julho de 1922, uma quarta-feira, na edição 6269, na página 4.

Ou seja, 5 meses após a matéria anterior, localizamos esta matéria:

 

O enterrado vivo:

 

No próximo domingo, às 15 horas, no campo do Velo Club, o popular Pagé Tupiniquim se fará exibir em seus emocionantes trabalhos de faquir (fakir, como está na matéria), quais sejam de cravar em seu corpo 28 estiletes e 20 estoques, e por fim Pagé será enterrado vivo no solo, e lá permanecerá pelo espaço de duas horas.

Esse trabalho é assas sensacional e curioso, porquanto artista deverá lutar, como se poderá prever, com a falta de ar no sub-solo, e só uma pessoa que tenha tido estudos de faquirismo, e mesmo dotado de muito sangue-frio, poderá levar a efeito esse dificílimo número de “enterrado vivo”.

Ninguém deve, pois perder a oportunidade de apreciar tão estranho número de sensação que será levado, como já dissemos, no campo do Velo Club Rioclarense, durante um dos intervalos do grande jogo de futebol inter-municipal que se realizará nesse dia.

 

Na edição de 24 de julho (segunda-feira) número 6233, na página 4.

 

No Estádio do Velo Club, jogaram Paulista Futebol Club versus Flor de Belém de São Paulo.

A vitória foi do Paulista F.C. pelo placar de 2 a 1, recebendo o Taça Nossa Senhora do Monte Serrat, oferecida pelo esportista Dionysio Geminez, da Capital.

Não consta a apresentação do Pagé Tupiniquim.

 

Fiquei frustrado.

 

Sem saber se é lenda ou história, o caso do Orestes Barbosa

 

+ Notícias


  • André Ferlini

    #CONTRATADO Todo bom time tem que começar com um bom goleiro e eis que chega pra fechar o nosso gol […]



    • Danilo Pereira chega ao Benitão

      O mais novo contrato para defender as cores do Velo Clube na temporada 2018 , campeonato Paulista Série A3, é […]



Siga o Velo Clube nas redes sociais
Depósito 2F Materiais Para Construção Esmaltec Insumos Cerâmicos Gold Imagem Medicina Diagnóstica Locastec Aluguel de Máquinas Midway Labs Monely Calçados e Esportes Poty Romacer Pisos e Revestimentos
  • A. E. Velo Clube
  • A. E. Velo Clube
    Rua Três, 116 - Rio Claro/SP | Telefone:(19) 3524-7496
    E-mail: marketing@veloclube.com.br

© Copyright 2011~2019 A. E. Velo Clube. Todos os direitos reservados.